Você já deve ter ouvido falar sobre macroeconomia e microeconomia, mas sabe realmente do que cada uma trata? Saiba que elas estão muito presentes no cotidiano.

A macroeconomia e a microeconomia são duas áreas distintas relacionadas à economia e que, embora muitas pessoas não saibam, estão muito presentes no dia a dia delas.

É por causa disso, que acabam influenciando em diversas coisas, como o aumento ou redução de preços, por exemplo. Mas, se você quiser saber mais sobre a macroeconomia e a microeconomia, continue por aqui e confira maiores informações.

Para começar, o que é a economia?

Bem, antes de entrarmos nas duas áreas da economia é necessário, nesse primeiro momento, entender o conceito de economia. Com certeza, você já deve ter ouvido falar de algum assunto relacionado a ela, mas sabe mesmo do que se trata?

A economia influencia tanto a vida das pessoas que às vezes a maioria nem consegue perceber como. Mas, de um modo mais geral, a economia busca estudar e compreender as relações que envolvem o dinheiro, os investimentos e as finanças.

No entanto, embora sejam assuntos mais citados quando se fala em economia, ela não trata apenas deles, abrangendo muito mais questões. Por exemplo, tem-se as ciências econômicas como área que estuda as escolhas feitas pelas pessoas cotidianamente.

E, apesar de se tratar de uma área bastante atrelado às ciências exatas, as ciências econômicas também compreendem áreas da psicologia, filosofia, sociologia e muito mais. 

Então, agora que você já sabe um pouco mais sobre o conceito de economia, podemos entrar nas suas áreas mais específicas.

O que é a microeconomia?

A microeconomia se trata de um ramo da economia ou das ciências econômicas que busca estudar o manuseio e o comportamento de cata setor de forma particular. Dentre os tipos de setores, podem ser citados: os consumidores, os vendedores, as famílias, as empresas, as fábricas etc. 

A partir disso, a microeconomia realiza as tomadas de decisões feitas por cada um desses setores econômicos e estuda conceitos como a utilização de renda, a questão dos preços, assuntos sobre os bens e sobre serviços.

E, para atingir os resultados buscados, a microeconomia visa centralizar os seus estudos e conhecimentos para definir os preços disponíveis no mercado, como as leis referentes a oferta e a demanda, outras leis econômicas, decisões tomadas pelo governo, inflação…

Vantagens da microeconomia

A vantagem principal está relacionada com a capacidade de a microeconomia conseguir determinar preços praticados no mercado de diferentes produtos, lembrando que esse valor agrega custos de produção também.

Desvantagens da microeconomia

A desvantagem da microeconomia não consegue analisar cenários mais amplos, sendo essa a principal desvantagem. 

O que é a macroeconomia?

A macroeconomia visa estudar o comportamento das atividades econômicas como um todo e não apenas em setores de forma particular. Com isso, ela pode estudar a economia de toda uma região, de todo um país ou de um conjunto de países – em uma amplitude internacional. 

Então é a partir da macroeconomia que é possível estudar e analisar dados referentes a taxa de pobreza, a desigualdade social e de classes, ao desemprego, preços de produtos e serviços, informações sobre o PIB, sobre importações, exportações, globalização e entre outros.

Vantagens da macroeconomia

Ela ajuda a realizar uma análise acerca de problemas, como questões de pagamentos, déficits e suas causas e consequências, excedentes econômicos e mais. Além disso, consegue ajudar na tomada de melhores decisões relacionadas às políticas públicas e finanças.

Desvantagens da macroeconomia

No entanto, por outro lado, a macroeconomia consegue analisar somente variáveis referentes a um cenário mais amplo, pondo de lado questões e dados particulares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui