Desvende o conceito de estagflação, entenda mais sobre esse evento econômico, bem como o porquê de seu surgimento e suas consequências para o país.

O assunto estagflação voltou a estar em pauta nos últimos tempos, dado a situação do cenário atual do mundo. Mas, apesar de muito se falar sobre, grande parte das pessoas ainda não sabem muito bem do que se trata.

E você, sabe o que significa a estagflação? Se a resposta for não, não se preocupe. Visando sanar as principais dúvidas, elaboramos esse artigo completo com as principais informações sobre o evento econômico.

Então, acompanhe já!

O que é a estagflação, afinal?

Em palavras breves, esse evento da economia acontece quando se combina a estagnação da economia com o aumento dos índices de inflação.

Isso se torna mais grave e complexo quando há o aumento do índice de demissões e, se essa situação durar um tempo considerável, as consequências podem ser bastantes complicadas para a economia de um país.

A estagflação geralmente ocorre por causa de um período de recessão. E, com as consequências do início e das complicações da pandemia, a estagflação pode ter voltado a ser parte do cenário econômico. 

“Estagflação”

Bem, apesar de não ser um termo amplamente difundido e conhecido, essa palavra não é necessariamente nova. Na realidade, ela é provinda da palavra original inglesa “stagflation”.

Essa palavra foi usada pela primeira vez no Reino Unido, por um político de nome Ian Macleod, em meados de 1965. Contudo, apenas em 1973 que o termo começou a ser mais difundido e conhecido. 

Como saber se a estagflação está acontecendo

Para que esse evento da economia aconteça é necessário ter um tipo de paralisação nas atividades relacionadas à economia, juntamente com um aumento dos índices inflacionários. Em outras palavras: estagflação = economia parada + alta da inflação.

Logo, trazendo para a situação atual do planeta, tem-se a pandemia de COVID-19 como uma forma de paralisação de grande parte das atividades econômicas mundiais, não se restringindo apenas ao Brasil.

E quanto ao aumento da inflação, tem-se a alta do dólar como uma das chaves principais. Desse modo, os produtores tendem a preferir enviar seus produtos para o mercado exterior a fim de receber um maior retorno. 

Como resultado para o nosso país, há as situações de desabastecimento – o que, na lei da procura e da demanda acaba gerando uma alta nos preços. 

Quais riscos a estagflação pode gerar

A primeira coisa que vem em mente quanto às consequências desse evento econômico é o efeito cascata. O efeito cascata acontece  devido a uma bola de neve de fatos conectados entre si e iniciados pela estagflação.

Um dos fatos é: com o não crescimento da economia de um país, não há a realização de novas contratações. E ainda pode ocorrer o aumento das demissões, acentuando o número de desempregados.

Esse fato resulta em outro: com a quantidade de dinheiro diminuída, as famílias deixam de consumir produtos que antes podiam consumir. Elas optam por outras alternativas ou apenas deixam de consumir alguns produtos.

Mais uma vez, isso leva a outro fato: com a diminuição do consumo, a produção tende a ser desacelerada, reduzindo as atividades nas grandes indústrias. Desencadeando o problema de mais demissões.

Outro adendo é o fato de que os consumidores começam a estocar quantidades de produtos em casa, por medo da inflação e da alta dos preços. E isso remete ao aumento da inflação, visto que a escassez no mercado é ainda mais agravada.

Portanto, como você deve ter percebido, a estagflação é um evento econômico bastante complexo e deve ser evitado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui