Aprender conceitos de educação financeira ainda na juventude é importante para criar hábitos financeiros saudáveis, aprender a lidar com o seu dinheiro e evitar erros futuros.

A educação financeira é de extrema importância para pessoas de todas as faixas etárias. E cada vez mais ela está sendo procurada por adolescentes e jovens ou por pais que querem ensinar aos seus filhos. 

Hoje trataremos sobre a educação financeira para jovens. Então, se você se encaixa em alguma dessas categorias citadas acima, continue por aqui, conheça mais sobre o assunto e saiba por onde começar.

Educação financeira: o que é

A educação financeira é um termo que se refere a algumas modificações comportamentais que acontecem a fim de buscar uma melhor organização, valorização e multiplicação de recursos financeiros.

Na prática, esse conhecimento e habilidade de gerir a vida financeira ajuda a evitar dívidas, gastos desnecessários ou feitos por impulso, auxilia na criação de um fundo de emergência ou de uma poupança e muito mais.

Qual a importância da educação financeira para jovens

A educação financeira está associada à procura das melhores decisões, com base em estudo e compreensão das próprias finanças, a serem tomadas a fim de alcançar a estabilidade e independência financeira – mesmo que a longo prazo.

E, para adolescentes e jovens é uma prática muito importante de se aprender porque é uma fase em que eles já começam a ganhar o próprio dinheiro, seja dos pais ou de algum tipo de prestação de serviço.

O que se aprende com a educação financeira

Ao escolher por estudar e compreender melhor os conceitos de educação financeira, entende-se que:

– O dinheiro é fruto de trabalho

Quando se entende que o dinheiro é fruto de seu próprio esforço e foi conquistado com dedicação e horas de seu tempo, há uma maior valorização dele. 

–  Dinheiro e estabilidade

O dinheiro é importante para conseguir ter uma vida estável e de qualidade. Afinal, ninguém escolhe passar por necessidades ou fazer dívidas.

– Mudança de hábitos de consumo

A educação financeira dispõe que cuidar das finanças também significa abandonar hábitos de consumo exacerbados. Sendo assim, entende-se que é importante usar o dinheiro com responsabilidade e não agindo por impulso.

Como praticar a educação financeira 

Se você busca incorporar os conceitos de educação financeira em sua vida é importante seguir alguns passos.

1 – Auto Avaliação financeira

Para começar, é importante entender a sua situação financeira. Se você trabalha, quanto recebe de salário? Quanto gasta e com o que? Pretende alcançar alguma meta? E quanto de dinheiro demandaria?

Esses dados podem ser organizados através do preenchimento de uma planilha simples. Assim, será mais fácil entender como anda a sua vida financeira.

2 – Estipule metas e objetivos

Todas as pessoas possuem metas a serem alcançadas. E, a maioria delas demanda uma quantidade de dinheiro. A melhor maneira de se dispor a alcançar objetivos é sendo realista e realizando um planejamento.

3 – Economize

Após ter organizado seus dados financeiros em uma planilha ou mesmo em um papel, será mais fácil entender onde o seu dinheiro está sendo gasto. A partir disso, fica simples perceber se há ou não gastos desnecessários. 

Uma vez identificados, esses gastos podem ser estudados e com isso é possível encontrar maneiras de evitá-los.

4 – Tenha uma poupança

Se você não tiver nenhuma meta no momento, aproveite para guardar uma parte de sua renda. Ter uma poupança ou um fundo de investimento é importante nessa parte.

Assim, quando você estipular uma meta, terá uma parcela de dinheiro guardado.

5 – Estude

Para finalizar, se quiser ser um expert da educação financeira, estudar conteúdos relacionados ao assunto é uma boa ideia para começar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui